Durante transmissão ao vivo dos bastidores do carnaval pela RedeTV!, Dudu Camargo, do SBT, passou a mão no seio da apresentadora

A apresentadora Simony reagiu após o episódio envolvendo o apresentador do SBT Dudu Camargo na madrugada de sábado 22 durante uma transmissão ao vivo do carnaval pela RedeTV! No meio da entrevista sobre os bastidores da folia, Camargo começou a passar a mão na roupa de Simony e apalpou os seios da apresentadora. Os internautas acusaram Dudu Camargo de assédio.

No sábado, a apresentadora se manifestou em seu perfil no Instagram. “Eu estava ao vivo na RedeTV!, realizando meu trabalho ao lado de colegas da profissão e por mais ‘permissiva’ e brincalhona que possa sugerir ser uma transmissão de bastidores do carnaval, me senti mal, me vi vulnerável em uma situação desagradável que eu gostaria de dividir com vocês como mulher e mãe”, escreveu.

Em entrevista à revista Quem neste domingo 23, Simony disse que o episódio também constrangeu sua família. “Não sou só artista, sou mãe e filha”, disse. Apoiada pelos filhos, a apresentadora disse que vai tomar medidas após o carnaval. “Providências serão tomadas. Vou falar com minha família e com meus filhos. Todos da família se sentiram constrangidos”, afirmou.

No post que escreveu no Instagram, Simony falou sobre o assédio sofrido pelas mulheres não só no carnaval. “Não falo somente por mim, mas por outras mulheres que não somente nesse período mas todos os dias se deparam com episódios em que um homem se vê no direito de passar a mão, fazer ‘brincadeiras’ de mal gosto e em último grau forçá-las a algo que não querem. Eu poderia achar que o que Dudu Camargo fez foi apenas ‘brincadeirinha’ mas sinceramente me senti mal em não poder dizer ali o que eu achei da cena”, desabafou.

Além de ter tido o seio tocado pelo apresentador do SBT, Simony também disse que se sentiu constrangida pelo comentário do colega de trabalho Nelson Rubens insinuando que, por estar solteira, poderia se relacionar com Dudu. “A mulher é e está como e com quem ela bem entender, o fato de usar um decote e uma roupa curta e decotada não quer dizer que quer ser possuída ou agarrada por um homem”, disse.

Simony termina o post pedindo respeito às mulheres. “Peço respeito a todas as mulheres que devem fazer sua parte em mostrar os limites, em fazerem os homens entenderem que não são ‘presas’ ou objetos de desejo. Onde há respeito há equilíbrio, há paz e harmonia […] Tenho um filho pequeno e outro que já é um homem e a eles devo fazer a minha parte de mostrar que o machismo é algo vergonhoso e que não deve servir de autoafirmação ou postura a ser admirada”.

 

Fonte Carta Capital