Plano Real gerou estabilidade, mas não crescimento sustentável

A implementação do Plano Real, que completa 25 anos amanhã (1º), com a vitória de erradicar a hiperinflação que assolou a economia brasileira nos anos 1980 e 1990. Segundo especialistas ouvidos pela Agência Brasil, no entanto, o legado do plano não se estendeu ao crescimento sustentável. Desde a entrada em vigor das medidas, em 1994, o país alterna momentos de expansão com recessões profundas.

Professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e presidente da Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia (ANPEC), Roberto Meurer indica que a implementação do Plano Real e o fim da hiperinflação mudaram a pesquisa acadêmica e os interesses das dissertações de mestrados e teses de doutorados.

“Com a queda da inflação, houve uma natural mudança da pesquisa em macroeconomia, já que inflação e o combate a ela deixaram de ser o tema mais premente da discussão em economia. O que se viu foi, em termos amplos, uma gradual migração de parcela relevante da pesquisa da área de macroeconomia aplicada [como relação entre grandes variáveis da economia] para a microeconomia aplicada [que estuda o comportamento dos agentes econômicos]”, verifica Meurer.

“Os temas foram acompanhando a própria evolução da economia. Isto pode ser ilustrado com as discussões sobre regimes cambiais e eficiência da política monetária com o regime de câmbio semifixo e posterior adoção do câmbio flutuante e das metas de inflação. Outro tema, que está na origem do próprio Plano Real, é a relação entre política fiscal e política monetária, que também atraiu e continua sendo tema de muitas pesquisas”, enumera o acadêmico.

Segundo o presidente da Anpec, áreas como economia da saúde, economia do trabalho e economia da educação passaram a ter maior peso na pesquisa. “Isso pode ser ilustrado pelo fato de a área de Economia Social e Demografia ser a que atrai maior número de trabalhos [anualmente] no Encontro Nacional de Economia”, diz.

Crescimento frustrado

Alexandre de Freitas Barbosa, professor do Instituto de Estudos Brasileiros (USP) fez sua tese de livre docência sobre o período de economia desenvolvimentista no Brasil. Ele, que estudou uma das épocas de maior crescimento econômico da história nacional (1946–1964), é bastante crítico quanto aos resultados do Plano Real além da estabilização monetária. “Até hoje estamos procurando uma estratégia de desenvolvimento”, afirma.

Para o economista, “o Plano Real carrega uma frustração. O governo FHC e, também os governos posteriores, não conseguiram trazer uma estratégia que pudesse ser sustentável”. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o ano de maior crescimento do Produto Interno Bruto entre 1996 e 2016 foi em 2010 (taxa de 7,5%). Cinco anos depois, a economia do país entrou em recessão, com queda de 3,5% do PIB.

Segundo Barbosa, “o momento de maior crescimento é voltado para o mercado interno e com ativação de políticas de Estado, bancos públicos, atuação de empresas estatais, políticas sociais redistributivas”. O especialista lembra que essas medidas são diferentes do que se anunciava ao implementar o real.

“Se dizia que estavam inaugurando um novo modelo para o crescimento econômico. Que havia esgotado o modelo desenvolvimentista, com atuação discricionária do Estado, que é inflacionária”, recorda.

Para o Barbosa, o Plano Real “acabou” no início do segundo mandato de FHC (1999), quando o governo abandonou a âncora cambial e passou a adotar o “tripé macroeconômico” – metas de inflação, metas fiscais para controle das contas públicas e câmbio flutuante – para manter a estabilidade da moeda.

O economista José Ronaldo Souza Júnior, do Ipea, discorda. Para ele, “a introdução do tripé foi determinante para a longevidade do Plano Real”.

Autor do livro O Pior Emprego do Mundo, que narra a trajetória de 14 ministros da Fazenda desde 1967, o jornalista Thomas Traumann avalia que “o tripé foi uma forma de recuperar credibilidade. Mas o país não estava mais sob a lógica inicial do Plano Real”. Em sua avaliação, o maior legado do plano “é que a inflação tornou-se inaceitável”.

O real é a segunda moeda mais duradoura desde o tempo da colonização do Brasil e a que mais tempo se manteve em circulação desde a década de 1940, quando se adotou o extinto cruzeiro. Nos quinze anos que antecederam ao plano, a taxa de inflação acumulada soma de mais de 20 trilhões percentuais (20.759.903.275.651%).

Segundo o Banco Central, em 1994 a inflação foi de 916%. Em 1995, ano da implementação do real, a taxa atingiu 22%. Em junho de 1994, antes da moeda, o percentual mensal foi de 46,58%. Em julho seguinte, já com o real em circulação, a inflação foi apenas 6,08%.

IMAGINARE SITE 978X183

 

COTIDIANO

AQUIRI SITE 978X183

 

POLÍTICA

MDB terá empresário como candidato a prefeito em Marechal Thaumaturgo
Saiu o anuncio do nome que irá disputar a prefeitura de Marechal Thaumaturgo pelo MDB, o escolhido é uma figura muito popular e... Saiba mais
A pedido do vereador Luz, câmara realizará audiência pública para debater medidas do poder público para evitar novos acidentes com linhas de pipa
A pedido do vereador João Marcos Luz (MDB), a Câmara Municipal realizará nesta quarta-feira, 1° de julho, às 9h, uma... Saiba mais
Indicação de Rodrigo Forneck propõe adiamento do pagamento do IPTU de Bares e Restaurantes
O líder do PT na Câmara de Vereadores de Rio Branco, Rodrigo Forneck, apresentou na sessão desta terça-feira, 30, uma... Saiba mais
Dankar apresenta PL que estabelece ações pela rede de ensino no combate à violência contra as mulheres
O vereador Mamed Dandar (PROS) apresentou a mesa diretora da Câmara de Rio Branco o Projeto de Lei que estabelece, pela rede municipal de... Saiba mais
“A população também fiscaliza os vereadores para um serviço melhor”, diz Antônio Morais
Desde que a maioria da população da capital acreana passou a utilizar o formato home office, muitos internautas passaram a acompanhar... Saiba mais
prev
next

POLÍCIA

Policiais militares fazem teste para Covid-19 em Senador Guiomard
Na manhã desta terça-feira, 30 de junho, uma equipe da Secretaria de Saúde do Município de Senador Guiomard foi... Saiba mais
MPAC e Polícia Militar realizam coletiva sobre Operação Ghidorah
Em coletiva de imprensa realizada em frente ao Quartel do Comando Geral (QCG), nesta terça-feira, 23, o Ministério Público do... Saiba mais
Delegada Federal orienta vitimas de fraude do auxilio emergencial
Desde que o governo federal liberou o Auxilio Emergencial para pessoas de baixa renda ou em situação de dificuldade econômica,... Saiba mais
Gaeco: MPAC obtém condenação de membros de facção criminosa presos na operação Troia
O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) obteve a condenação de quatro pessoas por integrarem... Saiba mais
Polícia Militar apreende entorpecentes no Segundo Distrito
Militares da Companhia Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), que compõe o Batalhão de Operações... Saiba mais
Polícia Militar prende homem que mantinha mulher e filhos em cárcere privado em Rio Branco
A Polícia Militar do Acre (PMAC), por meio do 1º Batalhão, prendeu um homem de 40 anos que mantinha sua esposa e os dois filhos,... Saiba mais
prev
next

GERAL

83% das PMEs latinoamericanas foram impactadas pela COVID-19, segundo pesquisa realizada pela Visa
As atividades das Pequenas e Médias Empresas - PMEs têm sido fortemente impactadas pela pandemia decorrente do COVID-19 e, como... Saiba mais
Entrega Digital dos Correios está disponível para recebimento de doações e consulta às importações
Os Correios disponibilizaram mais uma solução que fará a diferença em tempos de pandemia: a expansão do... Saiba mais
Mais de 3 mil terão direito à restituição do IRPF 2020 no 1º Lote no estado do Acre
Receita Federal inicia pagamento de restituição do IRPF 2020 A partir das 9 horas desta sexta (22), estará disponível... Saiba mais
CCEE será responsável pela gestão da Conta Covid
A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica - CCEE será a responsável pela contratação e... Saiba mais
Brasil bate novo recorde de mortes por covid-19 em um dia
O Brasil bateu novo recorde de mortes em um dia em razão da pandemia do novo coronavírus, com 474. Segundo atualização... Saiba mais
prev
next

ESPORTES

Prefeitura de Rio Branco e Federação de Futebol do Acre dialogam sobre treinamentos e campeonatos profissionais
O coordenador do Comitê Municipal de Enfrentamento e Monitoramento de Emergência para Infecção Humana pelo Novo... Saiba mais
Covid-19: Santa Catarina cancela partida entre Avaí e Chapecoense
O governo de Santa Catarina anunciou neste sábado (11) o cancelamento do jogo Avaí x Chapecoense, que ocorreria neste domingo (12),... Saiba mais
Esporte e solidariedade a serviço do próximo
Não é de hoje que o esporte se destaca em causas sociais pelo mundo todo, principalmente em momentos difíceis com que o mundo... Saiba mais
Covid-19 cancela Barezão 2020
Com a grave situação de saúde pública no país com a expansão da pandemia do COVID-19, clubes amazonenses... Saiba mais
Nos pênaltis, Cruzeiro vence e avança na Copa do Brasil
O Cruzeiro superou o Boa Esporte por 5 a 4 na disputa de pênaltis nesta quarta (4) e garantiu vaga na terceira fase da Copa do Brasil. No... Saiba mais
Flamengo estreia com vitória na Libertadores 2020
O Flamengo foi até a Colômbia e derrotou o Junior Barranquilla por 2 a 1 nesta quarta (4) na sua estreia na edição 2020... Saiba mais
prev
next

ECONOMIA

Empreendedorismo familiar cresce neste primeiro semestre de 2020
Retornar as suas origens, tomar café, almoçar e jantar em família. Desacelerar. Foram algumas imposições que a... Saiba mais
E-commerce: como as empresas têm utilizado o recurso para garantir vendas
Em confinamento, para evitar a propagação do novo coronavírus, as pessoas estão se voltando ainda mais ao... Saiba mais
Mercado de carne: Para onde vamos?
Em época de pandemia mundial e incertezas econômicas, o mercado de carne bovina parece estar conseguindo driblar os desafios. As... Saiba mais
Irrigação inteligente promove estabilidade e aumento da produtividade da soja
A produtividade em uma safra de soja é definida por vários fatores, dentre eles: condições climáticas,... Saiba mais
Receita Federal revoga mais de 120 instruções normativas relativas ao comércio exterior
Medida faz parte de Projeto Consolidação, que busca simplificar e racionalizar a legislação do órgão. A... Saiba mais
CNC: vendas no Dia das Mães devem encolher quase 60% por causa do novo coronavírus
Ramo de vestuário e calçados deve ser o mais afetado por pandemia na segunda data mais importante para o comércio Saiba mais
prev
next