Orçamento de 2020 prevê alta de R$ 24,2 bi em renúncias fiscais

Em meio ao crescimento de despesas obrigatórias e à escassez de verbas discricionárias (não obrigatórias) para a manutenção de órgãos públicos, as renúncias fiscais continuarão a crescer no próximo ano. A proposta de Orçamento Geral da União, em tramitação no Congresso, prevê que o governo deixará de arrecadar R$ 330,61 bilhões por causa dos incentivos fiscais em 2020.

O valor representa alta de R$ 24,21 bilhões em relação ao Orçamento de 2019, que destinava R$ 306,39 bilhões em gastos tributários, nome dado quando o governo abre mão de receitas para beneficiar setores econômicos. Os segmentos mais beneficiados em 2020 serão comércio e serviço (R$ 86,93 bilhões), trabalho (R$ 42,28 bilhões) e saúde (R$ 41,32 bilhões).

Mesmo com o encolhimento da desoneração da folha de pagamento, que terminará em 2021, outros incentivos continuam a crescer. Os principais crescimentos nas renúncias fiscais, de acordo com a proposta de Orçamento, ocorrerão nas isenções e imunidades para entidades sem fins lucrativos (+R$ 6,26 bilhões), na Zona Franca de Manaus (+R$ 3,89 bilhões) e nas isenções de Imposto de Renda para pessoas físicas (+R$ 2.6 bilhões).

Em contrapartida, os gastos com subsídios, quando o governo gasta dinheiro (direta ou indiretamente) para conceder empréstimos a juros mais baixos ou reduzir preços ao consumidor, cairão pelo quinto ano seguido. A proposta prevê que esse tipo de despesa passará de R$ 69,8 bilhões no Orçamento deste ano para R$ 63,98 bilhões em 2020.

A margem do governo para cortar os subsídios está emagrecendo a cada ano. O Orçamento de 2019 tinha reduzido os subsídios em R$ 23 bilhões. Para 2020, no entanto, a queda será de R$ 5,82 bilhões.

Queda de juros

Nos últimos anos, o governo tem conseguido cortar os subsídios por causa do fim do Programa de Sustentação do Investimento (PSI), que emprestou cerca de R$ 400 bilhões de 2009 a 2015 por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) com juros reduzidos a empresas. Para o próximo ano, no entanto, a queda da taxa Selic, atualmente em 5% ao ano pode fazer o governo desembolsar menos que o previsto no Orçamento.

Destinados a cobrir a diferença entre os juros de mercado e as taxas subsidiadas, os subsídios dividem-se em dois tipos. Os subsídios financeiros ou explícitos, que consomem recursos diretos do Orçamento, e os subsídios creditícios ou implícitos, em que o Tesouro emite títulos da dívida pública para cobrir a diferença de juros.

Para o próximo ano, os subsídios explícitos deverão somar R$ 35,59 bilhões, valor R$ 2,19 bilhões menor que o destinado no Orçamento de 2019. Os subsídios implícitos totalizarão R$ 28,39 bilhões, redução de R$ 3,63 bilhões em relação ao Orçamento deste ano.

Plano

A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020 estabeleceu que o governo tem de apresentar, no próximo ano, um plano de revisão dos gastos tributários e dos subsídios, que atualmente equivalem a 4,6% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos). A equipe econômica terá de elaborar um cronograma de redução dos benefícios fiscais, financeiros e creditícios de 0,5 ponto do PIB por ano até 2022.

A LDO de 2019 tinha proibido a concessão de novos benefícios, restringido a renovação dos atuais pelo prazo máximo de cinco anos e exigido a redução dos benefícios para até 2% do PIB até 2028.

Em abril, o Ministério da Economia anunciou a criação de um comitê para discutir a revisão de todos os gastos tributários, analisando a eficácia de cada política. O comitê, segundo a pasta, apresentará um plano até o fim do ano.

AQUIRI BLACKNOVEMBER SITE 978X183

 

COTIDIANO

POLÍTICA

Confusão na Aleac marca os debates sobre Previdência estadual
Confusão com direito a spray de pimenta Saiba mais
Audiência Pública discute resultados da Operação Verão na segunda-feira
Convocada pelo vereador Emerson Jarude, Audiência quer saber como foi gasto o investimento de R$ 50 milhões de reais. A Câmara... Saiba mais
Reforma administrativa deve mudar estabilidade de novos servidores
O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (2) que está quase tudo pronto para a apresentação da reforma administrativa... Saiba mais
prev
next

ANUNCIE

 

POLÍCIA

Frota histórica: Governador Gladson Cameli anuncia a chegada de mais de 100 viaturas para a Segurança Pública
Com o compromisso de fortalecer a Segurança Pública do estado, desde o início de sua gestão, o governador Gladson Cameli... Saiba mais
Polícia apreende arma de fogo e recupera duas motocicletas roubadas
Durante o serviço da noite desta sexta-feira, 01, e madrugada de sábado, 02 de novembro, equipes da Polícia Militar apreenderam... Saiba mais
Juiz da Vara Criminal de Sena Madureira ministra palestra a policiais militares
Caderno e caneta na mão e com olhares concentrados a cada palavra. Os policiais militares foram o público na manhã desta... Saiba mais
prev
next

ANUNCIE

 

GERAL

Acre terá de qualificar 13 mil trabalhadores em profissões industriais até 2023
O estado do Acre terá de qualificar 13.555 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico,... Saiba mais
Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio de R$ 120 milhões
A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (18) às 20h (horário de Brasília) o prêmio de R$ 120 milhões, que... Saiba mais
Agressores de mulheres deverão ressarcir custos com atendimento médico
O agressor de violência doméstica terá que ressarcir ao Sistema Único de Saúde (SUS) os custos médicos e... Saiba mais
MP encontra medicamentos vencidos em presídio e Iapen diz que itens seriam descartados
Em uma nova inspeção surpresa, o Ministério Publico do Acre (MPEAC), encontrou mais de 41 mil medicamentos vencidos na... Saiba mais
Acreano tem sofrido com calor intenso dos últimos dias
Com os termômetros marcando 36°C os acreanos têm sofrido com o calor intenso que tem feito desde o final de semana. E a... Saiba mais
“Caminhada Rumos” ocorre nesta segunda-feira em Rio Branco
A Caminhada Rumos, promovida pelo Itaú Cultural ocorre logo mais às 19h desta segunda-feira, 16, no Cine Teatro Recreio. A... Saiba mais
prev
next

ANUNCIE2

 

ESPORTES

Brasil garante 3º lugar geral nos Jogos Mundiais Militares
Com a conquista de 6 medalhas (1 ouro, 2 pratas e 3 bronzes) neste domingo (27) o Brasil garantiu a terceira posição do quadro de... Saiba mais
Campeonato de Três Tambores tem a final para este sábado
O 9º Campeonato de Três Tambores, realizado pela Federação NBHA ACRE realiza a final na tarde deste sábado, 19, na... Saiba mais
Campeonato da Imprensa tem última rodada de classificação
No próximo domingo, 29, acontece a última rodada de classificação do XVII Campeonato da Imprensa, onde duas equipes... Saiba mais
prev
next

ANUNCIE2

 

ECONOMIA

Orçamento de 2020 prevê alta de R$ 24,2 bi em renúncias fiscais
Em meio ao crescimento de despesas obrigatórias e à escassez de verbas discricionárias (não obrigatórias) para a... Saiba mais
Caixa já pagou 42% do valor disponível para saque imediato do FGTS
Um balanço divulgado pela Caixa Econômica Federal (Caixa), neste sábado (26), aponta que foram pagos mais de R$ 16,9... Saiba mais
Apenas 25% dos jovens de 18 a 30 anos fazem controle financeiro
Uma pesquisa do SPC Brasil revela que 47% das pessoas da chamada Geração Z, que tem hoje de 18 a 25 anos, não faz... Saiba mais
Banco Pan, BMG e Bradesco lideram ranking de reclamações ao BC
O banco Pan ficou em primeiro lugar no ranking de reclamações contra instituições financeiras no terceiro... Saiba mais
Pagamentos instantâneos podem aumentar receita de bancos em US$ 500 bi
As formas de realizar pagamentos em todo o mundo estão se tornando cada vez mais instantâneas, invisíveis (feitas por meio... Saiba mais
Contas externas têm déficit de US$ 4,27 bilhões em agosto
O déficit em transações correntes, que são compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de... Saiba mais
prev
next