Caso Aladim: MP pede condenação de PMs suspeitos de sumir com auxiliar de pedreiro no AC há 6 anos

O Ministério Público do Acre (MP-AC) pediu a condenação dos 14 policiais militares suspeitos de participação no desaparecimento do pedreiro Gildemar da Silva Lima, o “Aladim”. A informação foi confirmada ao G1, nesta terça-feira (9), pelo advogado dos réus, Wellington Silva. 

Lima desapareceu em julho de 2013, após ser levado de casa, no loteamento Praia do Amapá, em Rio Branco, por policiais militares. Os PMs chegaram a ser presos temporariamente em novembro de 2013, mas, após 30 dias, foram soltos. O corpo da vítima nunca foi encontrado. 

O advogado afirma que todos os 14 policiais foram denunciados por tortura. O MP-AC pediu ainda que três PMs sejam pronunciados e levados a júri popular pelo crime de homicídio. O grupo também foi denunciado por ocultação de cadáver, violação de domicílio e abuso de autoridade. 

“Agora está transcorrendo o prazo, de 20 dias, para que a gente apresente as alegações. Estamos fazendo a defesa pedindo a absolvição com relação aos crimes que não são de competência do Tribunal do Júri. Com relação ao crime de homicídio, estamos pedindo que não haja a pronúncia e sim o arquivamento, porque não há prova suficiente para condenação”, disse o advogado. 

Os policiais respondem ao processo em liberdade e continuam trabalhando. Segundo o advogado, ao longo dos mais de cinco anos de processo, ocorreram cerca de cinco audiências. 

Ossada encontrada

Em reportagem publicada em maio deste ano, o advogado afirmou que o processo acabou se estendendo por mais tempo por conta de uma ossada achada há mais de um ano. 

“Essa ossada humana foi entregue ao IML para que fosse feito o estudo do material genético para identificar se era da vítima. Mas, o resultado do laudo deu inconclusivo. Não há nenhuma prova nos autos que ele realmente tenha ido a óbito”, disse na época 

 

Em setembro de 2015, a Justiça do Acre decidiu condenar o estado ao pagamento de R$ 100 mil à família do auxiliar de pedreiro, sendo R$ 50 mil para cada uma das filhas. Além disso, ele determinou o pagamento de uma pensão vitalícia no valor de meio salário mínimo - sempre atualizado - para cada uma até que completem 25 anos. 

Caso Aladim

Gildemar da Silva Lima desapareceu no dia 9 de agosto de 2013 após ser levado de sua casa no loteamento Praia do Amapá, em Rio Branco, capital do Acre. A família relatou as autoridades policiais que os homens estavam armados e se identificaram como policiais. 

No dia 15 de setembro daquele ano, o delegado responsável pelo caso, Robert Alencar, confirmou a possibilidade de policiais estarem envolvidos no desaparecimento do auxiliar de pedreiro. 

Em novembro do mesmo ano, a PM-AC prendeu, por meio da "Operação Gênio", 11 policiais militares do 2º Batalhão, suspeitos de envolvimento no desaparecimento do auxiliar de pedreiro. Na época, de acordo com o delegado Roberth Alencar, Gildemar foi executado e o cadáver ocultado, possivelmente, no ramal do Pica-Pau, em Rio Branco. 

O crime teria sido motivado por vingança, uma vez que os policiais envolvidos já haviam prendido Lima em outras duas ocasiões (uma pelo crime de assalto a uma loja no Segundo Distrito e outra pelo roubo de uma moto), mas como não houve flagrante, o homem foi liberado. 

Em dezembro de 2013, o segundo tenente da PM, acusado pelo crime de prevaricação, teve o pedido de liberdade aceito pela Justiça. 

 
 
G1

COTIDIANO

AQUIRI SITE 978X183

 

POLÍTICA

Acre e Peru assinam declaração de interesse pela construção de Rodovia
A rodovia ligará Cruzeiro do Sul à Pucallpa Saiba mais
Resultado no Enade dos cursos da Ufac é reconhecido pela Câmara
Os cursos de Psicologia e Direito tiveram destaque no Enade Saiba mais
Vereador Luz volta a cobrar RBTRANS sobre ineficiência no combate ao transporte clandestino
O vereador demonstrou preocupação com os riscos de falência das empresas, o que atingiria os trabalhadores e usuários dos... Saiba mais
prev
next

ANUNCIE

 

POLÍCIA

Militares apreenderam entorpecentes no Belo Jardim
Policias militares do Segundo Batalhão PM (2°BPM), prenderam indivíduos com entorpecentes nesta sexta-feira, 04 de outubro, no... Saiba mais
Adolescente é apreendido pela PM com cinco armas de fogo em Cruzeiro do Sul
A Polícia Militar do Acre, por meio do 6° Batalhão, localizado no município de Cruzeiro do Sul, apreendeu na tarde de... Saiba mais
Assaltantes são presos pela PM, minutos após invadirem residência no 2° Distrito de Rio Branco
Em mais uma ação rápida e eficiente de militares do 2° Batalhão de Polícia Militar (2° BPM), resultou na... Saiba mais
Polícia Militar retira de circulação três assaltantes que atuavam na região central
A Polícia Militar do Acre (PMAC) tem intensificado as abordagens e patrulhamentos em todas as regionais da capital. O resultado são... Saiba mais
prev
next

ANUNCIE

 

ANUNCIE2

 

ESPORTES

ANUNCIE2

 

ECONOMIA

Pagamentos instantâneos podem aumentar receita de bancos em US$ 500 bi
As formas de realizar pagamentos em todo o mundo estão se tornando cada vez mais instantâneas, invisíveis (feitas por meio... Saiba mais
Contas externas têm déficit de US$ 4,27 bilhões em agosto
O déficit em transações correntes, que são compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de... Saiba mais
Inflação para famílias com renda mais baixa fica em 0,12% em agosto
A taxa é superior ao INPC de julho deste ano (0,10%) e de agosto do ano passado, quando não registrou... Saiba mais
Caixa começa a pagar PIS para cotistas a partir de 60 anos
Quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada entre 1971 e 4 de outubro de 1988 e tem pelo menos 60 anos começa a... Saiba mais
BC aumentará uso de reservas internacionais para intervir no câmbio
Depois de começar a usar os dólares das reservas internacionais para intervir no câmbio, o Banco Central (BC) anunciou hoje (23)... Saiba mais
Arrecadação chega a R$ 137,7 bi em julho, melhor resultado desde 2011
A arrecadação das receitas federais somou R$ 137,735 bilhões, em julho de 2019, informou a Secretaria da Receita Federal do... Saiba mais
prev
next