Inadimplência dos MEIs

Simples Nacional

De janeiro de 2018 a junho de 2019, em torno de 49% dos Microempreendedores Individuais (MEIs) no Brasil deixaram de pagar ou atrasaram o pagamento do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). Esta é a conclusão de análise realizada pela Azulis, plataforma da Red Ventures que oferece soluções e ferramentas digitais para pequenas e médias empresas. Com base nas estatísticas do Governo relacionadas ao Simples Nacional, a startup identificou, ainda, que os estados com maior índice de inadimplência são Amapá e Amazonas, ambos com média de 69% para o período analisado, enquanto que aqueles com a menor taxa são Santa Catarina e Minas Gerais, com 43%. No âmbito das capitais, Macapá (AP) obteve índice de 70% e Rio Branco (AC) obteve a menor média para o período: 42,6%. "A inadimplência acarreta diminuição de arrecadação para o País e pode prejudicar o empreendedor também. Para citar um exemplo; se o MEI deixar de pagar 13 parcelas de contribuição, o MEI pode perder seus benefícios como segurado da Previdência Social", afirma Daniel Miranda, da Azulis.

ANUNCIE2