Curiosidades

No Dia Nacional de Combate à Leishmaniose Visceral Canina (LVC), 10 de agosto, conheça mais sobre a doença que está entre as seis endemias prioritárias do mundo, segundo o Ministério da Saúde. Tratamento para cães, antes submetidos a eutanásia, já está disponível no mercado

Curiosidades

Um sérvio de 65 anos admitiu em um tribunal no último sábado (20) que comunicou uma falsa ameaça de bomba em um avião para interromper um voo da Lufthansa que sairia de Belgrado para Frankfurt, na Alemanha. O objetivo era impedir que o voo decolasse para que uma das comissárias, por quem ele estaria apaixonado, permanecesse na Sérvia e, quem sabe, topasse sair com ele em um encontro.

O incidente ocorreu na quinta-feira (18). No total, 130 passageiros e cinco tripulantes foram evacuados do voo LH 1411. O avião foi removido da pista para que um esquadrão especial da polícia pudesse revistá-lo. Um dos promotores do caso pediu ao juiz para manter o homem --que não teve o nome divulgado-- preso sob acusação de ter causado pânico e desordem.

O homem contou ao juiz que conheceu duas comissárias de bordo e as convidou para jantar, mas ambas recusaram. Ele diz que se apaixonou por uma delas e foi procurá-la, sem sucesso, em um hotel. Com medo de perdê-la de vista, ele decidiu ligar para a polícia para fazer a falsa ameaça de bomba. Os policiais conseguiram rastrear a ligação, e o sujeito foi preso no dia seguinte. (UOL)

Curiosidades

Um pedreiro chamado Antônio decidiu não deixar que o aniversário da filha passasse em branco e, por isso, comprou um pedaço de bolo para ela.

A entrega do pedaço de bolo foi registrada em um vídeo extremamente emocionante.

Antônio chega em sua humilde casa após um dia extenuante de trabalho e parabeniza a filha, desculpando-se por não ter tido tempo de visitá-la na hora do almoço por conta dos afazeres laborais.

“Papai te ama muito, tá? Papai te ama muito, que Deus te dê muitos anos de vida, muita paz, muita saúde, papai vai te dar muita coisa ainda, tá? Isso aqui é só um bolinho que o papai comprou, mas sábado vai ter um aniversário bem bonito!”.

 

Curiosidades

No dia de hoje, no Brasil, 400 000 pessoas estão aniversariando. Em um país como o nosso, de enormes desigualdades sociais, é bem provável que todas essas celebrações tenham uma única coisa em comum: a música Parabéns a Você. Ela é, com certeza e com folga, a melodia mais conhecida e mais cantada no país em todos os tempos, e dificilmente algum dia terá uma concorrente à altura.

Sua história começa nos Estados Unidos, em 1875. Duas professoras primárias da cidade de Louisville, no Estado de Kentucky, as irmãs Mildred e Patrícia Smith Hill, resolveram compor uma quadrinha para seus alunos cantarem quando chegassem à escola, pela manhã. O resultado foi Good Morning To All (Bom dia para todos), uma simples e despretensiosa melodia em que o título era também a letra inteira, repetida quatro vezes em tons levemente diferentes.

Meio século mais tarde, em 1924, uma editora musical americana lançou um livro de partituras, o Celebration Songs. Como na época não havia uma música própria para ser tocada em aniversários, a editora “emprestou” a melodia das irmãs Smith Hill e rebatizou-a como Happy Birthday To You (Feliz aniversário para você). De novo, quase nada aconteceu. Mas, nove anos depois, em 1933, a canção foi usada como tema de uma peça teatral na Broadway, em Nova York, não por acaso intitulada Happy Birthday To You.

A música se espalhou pelo mundo e chegou ao Brasil no final da década de 30. Aqui era cantada nas festinhas das famílias abonadas, em inglês mesmo. A letra original tinha apenas uma frase, happy birthday to you, repetida quatro vezes, sendo que, na terceira linha, o to you era substituído por um dear, mais o nome do aniversariante. Só que tinha alguém que não estava achando graça nenhuma naquela invasão musical alienígena. Era o cantor Almirante, pseudônimo de Henrique Foréis Domingues, que também apresentava, na Rádio Tupi do Rio de Janeiro, um programa de grande audiência sobre música brasileira. Nacionalista fervoroso, Almirante se sentia incomodado com aquela coisa de brasileiro ficar enrolando a língua e, em 1942, decidiu promover um concurso para escolher uma letra ‘mais nossa’ para a melodia americana.

Uma das 5 000 cartas que chegaram à Rádio Tupi veio da cidade paulista de Pindamonhangaba, no Vale do Paraíba, SP. Foi escrita em apenas cinco minutos por Bertha Celeste Homem de Mello, filha única de um casal de fazendeiros, formada em farmácia, casada e mãe de uma filha. O júri encarregado da escolha era composto por membros da Academia Brasileira de Letras: Olegário Mariano, Cassiano Ricardo e Múcio Leão, e os três se encantaram com o versinho de Bertha Celeste, por dois motivos: era um dos poucos que tinha quatro linhas diferentes (a maioria preferiu repetir a mesma frase quatro vezes). Dava de goleada até na letra original...

Bertha Celeste tinha 40 anos quando escreveu a quadrinha de Parabéns a Você. Depois de se tornar conhecida em todo o Brasil, doutorou-se em Letras e dedicou-se à poesia (a coletânea de sua obra está no livro Devaneios). Aos 54 anos de idade mudou-se para a cidade vizinha de Jacareí, onde lecionou por mais dez anos e onde viria a falecer em agosto de 1999, aos 97 anos, de pneumonia.

Além de passar boa parte da vida contando a história de seu famoso verso, Bertha insistia para que as pessoas o cantassem direito. Quem canta – como muita gente faz – “Parabéns prá você, nessa data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida”, está cometendo três erros (gravíssimos, asseverava dona Bertha): na primeira linha, o certo é “Parabéns a você”. Na segunda, o correto é “nesta”, e não “nessa”. E, na terceira, “muita felicidade” é singular e não plural. Ah, e aquela coisa de “É pique-pique-pique, é hora, é hora, é hora” depois do “Parabéns a Você” não tem nada a ver nem com a melodia original, nem com dona Bertha. Poetisa de respeito, ela jamais escreveria uma barbaridade dessas... (Super interessante – Max Gehringer)

Curiosidades

Orlando Drummond, o eterno Seu Peru da Escolinha do Professor Raimundo, recebeu uma homenagem do bloco Diversão Brasileira, que reúne fãs de dublagem no Rio de Janeiro. Para a surpresa de todos, o homenageado compareceu em uma cadeira de rodas.

“Tô chegando aí, pessoal! Qualquer dúvida, use-me e abuse-me”, declarou ele em um vídeo gravado a caminho da festa, fazendo referência a seu famoso personagem da escolinha.

O ator, que fará 100 anos em outubro deste ano, foi tietado por fãs. Para sua fantasia, ele escolheu uma faixa na cabeça, em referência ao Seu Peru, e colocou uma camiseta com os nomes de personagens que já dublou.

 

Metropoles 

Curiosidades

A leucemia é o tipo de câncer que mais afeta crianças e adolescentes no Brasil e no mundo. A fim de alertar os médicos sobre a importância do diagnóstico precoce para melhores resultados nos tratamentos e conscientizar a população sobre a relevância da doação de medula óssea, durante o mês de fevereiro será realizada a campanha de conscientização Fevereiro Laranja. O Centro Infantil Boldrini, hospital filantrópico que é referência no tratamento de crianças e adolescentes com câncer ou doenças no sangue, também abraça a campanha.

Entre os destaques da atuação do hospital, está sua liderança no GBTLI (Grupo Brasileiro de Tratamento de Leucemia Linfoide Aguda da Criança). O Boldrini fundou o Grupo em 1979 e, desde então, coordenou seus estudos clínicos prospectivos em leucemia (LLA-80, LLA-82, LLA-85, LLA-93, LLA-99 e LLA-2009), desenvolvidos em diversas instituições do país.

Para se ter uma ideia, antes de 1978, as chances de cura da LLA estavam em torno de 5%. Com o estudo clínico LLA-80, as taxas de sobrevida em 5 anos resultaram em 30%, acrescendo progressivamente, nos estudos subsequentes, para 70-80%. É notável que a atuação e liderança do Boldrini estimulou e propiciou, em nível nacional, a capacitação e treinamento de profissionais de diferentes estados, nas novas tecnologias de diagnóstico e tratamento da leucemia da criança.

Hoje, se conhecem mais de 12 subtipos de leucemia, sendo agrupados em quatro grupos: leucemia mieloide aguda (LMA), leucemia mieloide crônica (LMC), leucemia linfocítica aguda (LLA) e leucemia linfocítica crônica (CLL). Na criança o tipo mais comum é a LLA. O tratamento se baseia na poliquimioterapia, sendo que nos casos de reduzida resposta terapêutica, se preconiza a realização do transplante de medula óssea. Em 2018 o Boldrini recebeu 111 novos casos de crianças com leucemia.

Sobre a doação de medula óssea – Vale lembrar que o Boldrini não recebe cadastros de doadores. Em Campinas, as doações estão concentradas no Hemocentro da Unicamp, no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti e no Posto PUCC II Hospital Celso Pierro.

Segundo o Hemocentro da Unicamp, estima-se que a chance de se encontrar um doador compatível seja de 1 em 100 de doadores aparentados e 1 em 100 mil não aparentados. Quanto mais doadores, mais chance de encontrar compatibilidade com os pacientes que precisam da doação.

Para se cadastrar é preciso ter entre 18 e 55 anos de idade, estar em bom estado geral de saúde e não ter doença infecciosa ou incapacitante e é só comparecer aos locais de doação. O doador precisa ter em mãos o RG e CPF para preenchimento dos dados cadastrais e, no mesmo dia, será coletada uma amostra de sangue de aproximadamente 10ml, a qual será tipada para HLA, teste de laboratório que identifica as características genéticas do doador. O resultado do exame e seus dados pessoais serão incluídos no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea, o Redome, situado na cidade do Rio de Janeiro.

Será realizado um cruzamento dos dados genéticos dos doadores e pacientes. Caso o paciente seja compatível, o doador será convocado pelo Hemocentro para realizar novos exames, portanto deverá manter seu cadastro sempre atualizado. Se a compatibilidade for confirmada, o estado de saúde do doador será avaliado e então ele será convidado a fazer a doação.

Curiosidades

Existem diversas maneiras para lidar com um fora. Ou, melhor dizendo, têm formas de enfrentar a situação e lidar com aquela ferida no ego, evitando que prevaleça a baixa autoestima e o sentimento de tristeza e vazio que ficam nos dias após ter o coração partido.

Alguns tentam superar estes momentos indo em bares, postando fotos nas redes sociais, saindo para noitadas 'eternas'. Outros preferem 'curtir' a fossa em casa, ligar uma música triste em volume alto e sair do quarto só quando necessário. Mas o que de fato acontece é que ninguém está preparado para passar por esse momento.

Tudo na vida é uma decisão e, decisão opera no campo da atitude. Por exemplo, a escolha de como encarar um fora do namorado/namorada ou peguete faz parte desse processo. E é nesse contexto que no texto de hoje eu dou quatro dicas de como superar essa fase, sem precisar fugir dos seus sentimentos, mas sim encará-los de frente:

Atitude #1 – Desabafe

É melhor colocar para fora do que guardar as suas tristezas para você! Converse com familiares, amigos e coloque tudo para fora. É bom receber conselhos, ver a situação de outra perspectiva, ter acolhimento e receber motivações para superar essa fase.

Atitude #2 – Racionalize que a culpa não é sua

Aqui, meus amigos, talvez seja a dica mais importante. Você não pode agradar aquele que não tem o mesmo interesse e objetivos que você. Na verdade, depois que tudo passar é gratificante o sentimento de ver que aquela pessoa saiu da sua vida para você poder continuar trilhando ao lado de quem te quer ver realmente feliz.

Atitude #3 – É bom viver a dor: ajuda a afastá-la

Não fuja da dor de ter sido desprezado. Isso não resolve o problema, só o posterga. É preciso chorar se for necessário e ficar um pouco sozinho. Mas tente ser leve para que isso não vire uma depressão ou obsessão. Uma hora a dor acaba, pode ter certeza!

Atitude #4 – Diminua as expectativas com relação ao seu parceiro

Essa atitude fica para depois que você sofreu o primeiro fora. A grande lição que você aprende quando tem o coração partido é a de diminuir as expectativas sobre o próximo parceiro. É muito importante fantasiar menos a relação e viver o momento aos poucos, sem colocar a "carroça na frente dos bois".

Sendo realista, você consegue interpretar melhor os sinais que recebe após as investidas no período de paquera ou diante de determinados comportamentos do seu parceiro.

Dito tudo isso, a dica final para superar o fora é: TENHA ATITUDE POSITIVA e SUPERE! Todo mundo já passou por isso na vida. E, acredite: Isso passa! Pode ter certeza.

Uranio Bonoldi é professor de MBA de Tomada de Decisão da Fundação Dom Cabral, consultor em gestão, governança corporativa, planejamento estratégico, liderança e processos de decision making.www.uraniobonoldi.com.br

Curiosidades

É no período da Primavera-Verão, entre os meses de outubro a março, que os consumidores devem ficar atentos com a proteção dos equipamentos e dispositivos elétricos e eletrônicos. O Brasil, devido a sua localização na zona tropical, onde o clima é mais quente, é mais favorável à formação de tempestades durante essa época, com uma média de 77 milhões de ocorrências por ano. Só nos 11 primeiros dias de janeiro, mais de 3.000 raios foram registrados na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo.

As previsões de um balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), indicam o aumento de incidência de raios por todo o País. A região Sul é a que mais sente a intensidade dos efeitos do fenômeno climático El Niño, com um aumento de 30% de ocorrências, seguida pelas regiões Sudeste e Centro-Oeste (20% a 30%). Nos estados do Mato Grosso e Goiás, a quantidade de raios pode aumentar em 10%. Já as regiões Norte e Nordeste, por outro lado, devem registrar uma queda de 50%.

Além de provocar a morte de cerca de 100 pessoas por ano, a queda de raios também pode pesar no bolso do consumidor, ao danificar aparelhos eletroeletrônicos e a rede elétrica. Segundo estimativa do INPE, divulgada em 2013, essas ocorrências poderiam ser responsáveis por causar prejuízos de aproximadamente R$ 1 bilhão à economia brasileira.

A intensidade de um raio tem em média de 30 mil ampères e pode afetar a rede elétrica, já que a descarga chega a percorrer distâncias da ordem de 5km, gerando quedas de energia. Estas, por sua vez, podem danificar os aparelhos eletrônicos, seja de uso corporativo ou doméstico, como TVs, Home Theaters, computadores, impressoras, modens, roteadores, entre outros, caso não estejam protegidos por dispositivos apropriados. "Os investimentos em produtos de proteção de energia de maneira geral não chegam a 5% do valor dos prejuízos causados por raios ou surtos de tensão em residências ou comércios", esclarece o engenheiro elétrico e CEO da TS Shara, Pedro Al Shara.

O especialista reforça que as variações de tensão na rede elétrica provocam avarias aos equipamentos e na maior parte dos casos, são imperceptíveis aos usuários imediatamente, pois os componentes são afetados lentamente, diminuindo sua vida útil.

Confira algumas dicas simples para diminuir prejuízos e evitar que eletrônicos sejam danificados:

– Em caso de falta de energia, o ideal é desligar todos os equipamentos sensíveis – por exemplo, computadores, televisores, modems de internet e aparelhos de som da tomada. A medida também é recomendada em casos de variação da tensão – quando a energia não chega a cair completamente e oscila entre altas e baixas tensões.

– No caso de descargas elétricas por raios, é recomendável instalar dispositivos de proteção contra surtos de tensão (DPS). Também existem DPSs que podem ser instalados diretamente na tomada utilizada por equipamentos sensíveis, como computadores.

– Além deles, há os nobreaks, equipamentos que protegem contra a sobretensão e têm bateria própria que mantém o computador ligado.

– Os protetores antirraios também protegem de maneira eficiente qualquer aparelho eletrônico ou de informática a ele ligado, contra descargas atmosféricas (raios), picos de tensão, sobrecarga e curtos-circuitos. O equipamento também tem a função de proteger os pontos de energia (tomadas) contra sobrecargas de equipamentos.

– Descargas elétricas naturais também percorrem a rede de telefonia fixa. Por isso é válido desconectar o modem da linha telefônica durante as quedas de raios, pois como a mesma não possui qualquer proteção contra raios, tanto seu telefone fixo quanto seu modem podem ficar vulneráveis.

Sobre a TS Shara

Com 28 anos de atuação, a TS Shara é uma empresa nacional, fabricante de nobreaks e estabilizadores de tensão. No segmento de baixa e média potência, é hoje uma das maiores e mais produtivas empresas no mercado brasileiro de equipamentos de proteção e energia, oferecendo uma linha completa de produtos que somam mais de 200 itens para atender o mercado.

Com fábrica em São Paulo, a empresa está presente em todo o país por meio de 250 unidades de assistência técnica, além de revendedores e distribuidores que juntos totalizam mais de 380 canais, além de exportar para mais de 15 países.

Todos os produtos fabricados pela TS Shara passam por um rigoroso controle de qualidade e são homologados em importantes centros de pesquisas e desenvolvimento, como o laboratório da TÜV Rheinland, acreditado pelo Inmetro. A TS Shara possui ainda importantes reconhecimentos, entre eles, o Certificado de Qualidade de acordo com a norma ISO 9001, que a empresa mantém há mais de dez anos.

A tradicional pastelaria Viçosa, na Rodoviária de Brasília, lançou hoje, na posse presidencial de Jair Bolsonaro, um novo sabor com as cores do Brasil em homenagem ao presidente: o pastel Bolsonaro é de ricota, pêssego em calda e espinafre.

 

 

BBC Brasil