Homem é condenado pelo júri popular a mais de 28 anos por feminicídio

0
0
0
s2smodern

O Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri condenou, nesta terça-feira (4), Eduilson dos Santos pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo fútil e meio cruel (feminicídio), contra a esposa, Maria Claudia Rodrigues de Oliveira. O crime ocorreu em abril de 2010, na Vila Caquetá, no município de Porto Acre, distante 78 km de Rio Branco.

Foi fixada pena de 28 anos e seis meses de reclusão, em regime inicial fechado, a ser cumprida em local apropriado na Unidade de Recuperação Francisco de Oliveira Conde. O júri foi presidido pelo juiz de Direito, Leandro Gross.

Entenda o caso

Conforme a sentença, a vítima foi morta a golpes de terçado, dentro de casa, na presença dos três filhos menores de idade, após discutir com Eduilson dos Santos, que fugiu para o Mato Grosso horas depois de praticar o crime. Ele ficou foragido por oito anos até ser preso no Estado mato-grossense e, uma vez preso, o processo que ficou suspenso, foi instruído e o réu submetido ao julgamento.

Eduilson dos Santos, de acordo com a sentença, já possuía históricos de agressões contra a companheira e a sogra.

(GECOM-TJAC)