Economia

0
0
0
s2smodern
A Boa Vista SCPC comemora a aprovação, por parte da Câmara Federal, do PLP - Projeto de Lei Parlamentar 441/2017 que tornará automática a entrada de consumidores e empresas no Cadastro Positivo, modelo conhecido como opt-out, e que proporcionará muitos benefícios ao mercado brasileiro. Com a alteração da lei, o número de participantes deve saltar de sete milhões já cadastrados para 120 milhões de consumidores Pessoa Física e Pessoa Jurídica, dos quais cerca de 20 milhões serão de pessoas que atualmente não têm acesso ao crédito. 
Com a mudança da lei, que agora terá votação de destaques, para depois passar pela aprovação no Senado, e ser sancionada pelo Presidente da República, informações de pagamento de contas de serviços continuados, como as de água, energia elétrica, gás e telefonia, passam a ser consideradas no cálculo da pontuação de crédito (score). No modelo anterior, conhecido como opt-in, pessoas e empresas precisavam autorizar a inclusão no Cadastro Positivo. Com a mudança, todos serão automaticamente incluídos e, se desejarem, podem pedir para sair da lista de bons pagadores, a qualquer momento. 
Para Pablo Nemirovsky, superintendente de Serviços ao Consumidor da Boa Vista SCPC, a aprovação do PLP que incluirá de forma automática consumidores e empresas no Cadastro Positivo é um marco histórico para o desenvolvimento do mercado de crédito no país. Ele contribuirá para a democratização do crédito com concessões mais justas; permitirá o empoderamento da população não-bancarizada; estimulará a redução da inadimplência e, consecutivamente, dos juros praticados no mercado, e ainda ajudará na expansão do crédito, tanto para consumidores que possuem ou tiveram algum débito ativo, quanto para os que não têm histórico de crédito, e que hoje não têm a chance de ter crédito aprovado.
Também de acordo com o modelo aprovado, varejistas, bancos e financeiras e empresas de serviços continuados passarão a ter de compartilhar obrigatoriamente as informações de pagamento dos seus clientes com os birôs de crédito e empresas de inteligência analítica, como a Boa Vista SCPC, os responsáveis pelo Cadastro Positivo. Importante: pagamentos feitos à vista, tanto em dinheiro quanto no cartão de débito, investimentos ou poupanças não entram neste banco de dados, o que garante a privacidade das informações dos consumidores e empresas.
Segundo Nemirovsky, com o novo modelo de Cadastro Positivo a vida financeira dos brasileiros será melhor avaliada. “Um bom exemplo para entender seu funcionamento é compará-lo a um boletim escolar. Seu desempenho escolar é ou foi medido pelo seu boletim. Agora imagine que se durante um ano todas as suas notas foram maiores que oito com exceção de uma, que tirou quatro, e repetisse de ano somente por conta disso. Não parece justo, não é mesmo? Então, o Cadastro Positivo é o “boletim” da sua vida financeira, no qual ficam registrados os pagamentos que realizou, formando seu histórico de crédito. Desta forma, todas as contas que você paga contam a seu favor e podem te ajudar a conseguir mais crédito, mesmo que eventualmente você tenha ficado com o nome sujo”, finaliza.

Economia

0
0
0
s2smodern
powered by social2s
powered by social2s