Galo terá baixas para o jogo contra o Papão

0
0
0
s2smodern

O Atlético Acreano embarcou na madrugada desta sexta-feira (9) rumo à cidade de Belém-PA na busca de uma vitória contra o Paysandu, em jogo agendado para o sábado, às 17h, no estádio Mangueirão. O time celeste precisa desesperadamente de uma vitória para continuar respirando na briga pela sua permanência na disputa do Campeonato Brasileiro da Série C.

O técnico celeste Álvaro Miguéis para o compromisso contra os paraenses terá duas baixas importantes. A primeira delas é o lateral esquerdo Nicolas e o segundo o atacante Venícius. Os dois jogadores deixaram o clube ainda no início da semana, após propostas de outros clubes. Com isso, o lateral Igor deve reassumir o lado esquerdo da defesa e, para o ataque, a opção poderá ser a reestréia de Tonho Cabaña com a camisa celeste. Outra possibilidade para o ataque pode ser à entrada do jovem atacante Jô. O provável time celeste para jogo deste sábado será: Ruan, Matheus, Diego, Gabriel e Igor; Kássio, Marquinhos e Polaco; Diogo, Jô (Tonho Cabaña) e Ermel.

Na última posição do grupo B com apenas oito pontos ganhos, cinco a menos que Luverdense-MT, nono colocado, e oito a menos que o Boa Esporte-MG, oitavo na classificação da chave, o Galo precisa derrotar o Papão e ainda torcer por um tropeço do Boa Esporte para ainda continuar respirando no torneio.

Com pouquíssima chance de permanência na Série C, o técnico Álvaro Miguéis espera que os substitutos correspondam à altura das ausências de Nicolas e Venícius. O treinador celeste não esconde ainda que o objetivo será uma vitória neste sábado, em Belém do Pará.

Preparação fechada

Com as mais essas duas baixas na competição, o Galo Carijó fechou a preparação para encarar o Papão na tarde desta quinta-feira (8), no estádio Florestão. O time celeste após encarar o Paysandu no sábado terá que virar a chave para o primeiro confronto pela Copa Verde diante do Ypiranga-AP. O duelo está agendado para a próxima terça-feira (13), em Macapá-AP. Miguéis comentou que a prioridade será primeiramente pensar na disputa da Série C para depois virar as atenções para a Copa Verde.

Manoel Façanha