Câmara de Rio Branco reduz gastos em quase R$ 5 milhões

A mesa diretora da Câmara de Rio Branco para o biênio 2019-2020 teve como meta a redução de gastos e valorização da Casa do Povo, gerando uma economia de quase cinco milhões.

Sob a liderança do presidente do parlamento municipal, vereador Antônio Morais (PT), diversos contratos existentes na casa passaram por negociações ou novas licitações. Morais que também é servidor municipal entende que se fazia necessário as negociações para redução de valores contratuais para que se investisse nos servidores, vereadores e rendesse valores para o Fundo Municipal da Câmara, visando a construção da nova sede.

Ainda nos primeiros seis meses, o presidente reduziu os gastos de quase três milhões para o primeiro ano. Com a estratégia e reduções, foi possível oferecer um aumento aos servidores, permitindo que até mesmo o pagamento fosse feito com antecedência, deixando uma margem tranquila de valores.

“Precisávamos enxugar a máquina para criar uma margem tranquila de trabalho financeiro até tomar ciência de tudo que tínhamos e o que poderíamos executar. Dialogando com os fornecedores e realizando as licitações, conseguimos gerar essas economias. Fruto disso também se deve a parceira com o Tribunal de Contas do Estado (TCE) que sempre que surgiu duvidas, nos orientava para não errarmos”, disse Morais.

Como não ocorreu transição entre mesa anterior e mesa atual, a mesa diretora entendeu que se fazia necessário a realização de novos processos licitatórios.

“Era necessária a realização do processo, pois como não sabíamos e estávamos meio que as cegas sob o que tínhamos para trabalhar, a mesa entendeu que era melhor começarmos contratos a partir de nossa gestão e até para cuidados para demonstrar a legalidade do trabalho que vem sendo realizado pelos vereadores, que podem ser acessados pelo portal de transparência no site da Câmara”, destacou o primeiro secretário, Railson Correia (Podemos).

Alguns contratos à medida que foram vencendo, o administrativo da casa foi providenciando a realização de novas licitações que ficaram de ser realizadas para o ano de 2020, como o encerramento do contrato de mídia, que gera uma economia de quase dois milhões para Câmara de Rio Branco, somando o montante de quase cinco milhões economizados só neste ano.

No próximo ano será realizado nova licitação para que um novo contrato seja adequado as necessidades da Câmara e todas as sobras dos recursos destinados a Casa do Povo sejam inseridos ao fundo para construção da sede própria, o que geraria quase um milhão a mais a ser economizado por ano.

A segunda secretária, Elzinha Mendonça (PDT) destaca a transparência da casa.

“Nossa gestão tem como prioridade a transparência dos atos, que podem ser encontrados no nosso site. Todos os gastos e economias estão presentes e disponíveis a todos os cidadãos”, enfatiza Elzinha.

Victor Augusto – ASCOM CMRB

ANUNCIE2

 

OUTRAS EM POLÍTICA

Encontro de presidentes municipais
Foi em clima de alegria e descontração que o presidente da Câmara Municipal de... Saiba mais
Projeto de Lei de descarte do óleo vegetal é sancionado
O Projeto de Lei que trata a respeito do descarte de óleo vegetal de autoria do vereador de... Saiba mais
Fagner Calegário se filia ao Partido Liberal
O diretório do Partido Liberal (PL) estava em festa na noite desta quarta (22) com a... Saiba mais
Câmara de Rio Branco lança campanha contra dengue
Os trabalhos legislativos da Câmara Municipal de Rio Branco deste ano retornam no... Saiba mais
Jarude pede apoio para Intervenção Federal na Segurança Pública do Acre
Começou a circular nos grupos de redes sociais o pedido de assinatura na... Saiba mais
Roberto Duarte diz que segurança leva um GAME OVER
O deputado estadual Roberto Duarte (MDB) utilizou suas redes sociais para falar a respeito da onde... Saiba mais
prev
next