Em reunião da Suframa, Gladson defende continuidade das Áreas de Livre Comércio e investimentos para o Acre

Durante a 290ª reunião ordinária do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS) realizada nesta quinta-feira, 20, em Manaus (AM), o governador Gladson Cameli defendeu duas importantes medidas para o desenvolvimento do Acre.

Uma delas diz respeito a continuidade dos incentivos fiscais paras as Áreas de Livre Comércio (ALC) de Brasileia, Cruzeiro do Sul e Epitaciolândia. Juntos, estes três municípios acreanos possuem regime fiscal especial em relação ao Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

“Mudanças foram feitas em relação ao benefícios fiscais das Áreas de Livre Comércio e isso foi muito prejudicial aos empresários do meu estado, principalmente aqueles que atuam no setor atacadista. Eles me disseram que o faturamento caiu mais de 10% e estavam preocupados com a situação”, relatou.

 

“Por isso, o meu pedido é que possamos fortalecer estas áreas tanto no Acre, como nos demais estados da Amazônia. Nossa região precisa se desenvolver e eu entendo que devemos nos unir para que possamos criar todas as condições para gerarmos emprego e renda”, completou o governador.

Cameli também aproveitou o encontro e solicitou mais oportunidades e incentivos fiscais para que os demais estados amazônicos tenham a chance de se desenvolverem industrialmente. O gestor citou que o Acre está aberto para receber investimentos e que o governo dará total apoio para empreendimentos que colaborarem com o progresso do estado.

“Precisamos ter a mesma oportunidade e tratamento igualitário para que possamos nos desenvolver. No Acre, temos quase 1 milhão de pessoas que precisam de uma chance no mercado de trabalho e o governo vem dando total apoio e segurança jurídica para aqueles que realmente queiram trabalhar. Apostamos no agronegócio e na industrialização como a salvação econômica do nosso estado. Para quem quer investir, digo que o Acre está de portas abertas para recebê-los”, frisou Gladson.

Conselho de Administração da Suframa aprova 32 projetos industriais

O principal assunto debatido durante a reunião foi a avaliação e aprovação de 32 projetos industriais. A sinalização positiva do Conselho Administrativa representa um ousado investimento de 188,7 milhões de dólares. As iniciativas contemplam a instalação de 12 novas fábricas e atualização, diversificação e ampliação de outros 20 empreendimentos.

 

A expectativa é que sejam gerados 1,3 mil novos postos de trabalho nos três primeiros anos de atividades no Pólo Industrial de Manaus (PIM). A cerimônia celebrou ainda os 53 anos de fundação da Zona Franca de Manaus (ZFM) e da Superintendência da Zona Franca de Manaus.

Durante a 290ª reunião ordinária do Conselho de Administração da Superintendência da Zona Franca de Manaus (CAS) realizada nesta quinta-feira, 20, em Manaus (AM), o governador Gladson Cameli defendeu duas importantes medidas para o desenvolvimento do Acre.

Uma delas diz respeito a continuidade dos incentivos fiscais paras as Áreas de Livre Comércio (ALC) de Brasileia, Cruzeiro do Sul e Epitaciolândia. Juntos, estes três municípios acreanos possuem regime fiscal especial em relação ao Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).

“Mudanças foram feitas em relação ao benefícios fiscais das Áreas de Livre Comércio e isso foi muito prejudicial aos empresários do meu estado, principalmente aqueles que atuam no setor atacadista. Eles me disseram que o faturamento caiu mais de 10% e estavam preocupados com a situação”, relatou.

Continuidade das Áreas de Livre Comércio e investimentos para o Acre foram defendidos pelo governador Gladson Cameli durante reunião ordinária da Suframa Foto: Michell Mello/Secom-AM

“Por isso, o meu pedido é que possamos fortalecer estas áreas tanto no Acre, como nos demais estados da Amazônia. Nossa região precisa se desenvolver e eu entendo que devemos nos unir para que possamos criar todas as condições para gerarmos emprego e renda”, completou o governador.

Cameli também aproveitou o encontro e solicitou mais oportunidades e incentivos fiscais para que os demais estados amazônicos tenham a chance de se desenvolverem industrialmente. O gestor citou que o Acre está aberto para receber investimentos e que o governo dará total apoio para empreendimentos que colaborarem com o progresso do estado.

“Precisamos ter a mesma oportunidade e tratamento igualitário para que possamos nos desenvolver. No Acre, temos quase 1 milhão de pessoas que precisam de uma chance no mercado de trabalho e o governo vem dando total apoio e segurança jurídica para aqueles que realmente queiram trabalhar. Apostamos no agronegócio e na industrialização como a salvação econômica do nosso estado. Para quem quer investir, digo que o Acre está de portas abertas para recebê-los”, frisou Gladson.

OUTRAS EM POLÍTICA

EMENDA DE ALAN RICK BENEFICIA MICROEMPREENDEDORES BRASILEIROS DURANTE A PANDEMIA DO CORONAVÍRUS
O deputado federal Alan Rick (DEM) garantiu na tarde desta quarta-feira, 01, em mais uma... Saiba mais
MARA ROCHA PEDE AJUDA AO MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES PARA RESGATAR BRASILEIROS QUE ESTUDAM NA BOLÍVIA
  Nessa terça-feira (31/03), a Deputada Federal Mara Rocha (PSDB/AC), encaminhou... Saiba mais
Emerson Jarude cobra presença de intérpretes de libras em pronunciamentos da Prefeitura e Governo
Acesso a informação é um direito de todos. Em tempos de pandemia, a... Saiba mais
Coronavírus: Socorro Neri cria Comitê de Compras e Contratações Emergenciais, estabelece normas rigorosas e o acompanhamento de órgãos de controle
A prefeita Socorro Neri criou e estabeleceu na última terça-feira, dia 24, normas... Saiba mais
Câmara de Rio Branco retoma os trabalhos no formato online
Com o registro de pessoas contaminadas com o COVID-19 na cidade e buscando preservar os... Saiba mais
Senadora Mailza autoriza R$ 2 milhões de suas emendas já pagas à Sesacre para combate ao coronavírus e proteção aos profissionais da saúde
Devido coronavírus, a parlamentar pediu ao secretário estadual de Saúde... Saiba mais
prev
next